SBMT manifesta-se como pessoa jurídica favoravelmente junto à consulta técnica número 16 e 18 da CONITEC

Publicação: 7 de março de 2021

.

No dia 05 de abril de 2021, a Sociedade Brasileira de Mediicna Tropical (SBMT) manifestou-se como pessoa jurídica favoravelmente junto à consulta técnica número 16 da CONITEC – Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias “Flucitosina para Tratamento de pacientes com meningite criptocócica e demais formas da neurocriptococose” uma vez que não se pode prescindir deste medicamento em combinação à anfotericina B no início do tratamento antifúngico. Também manifestou-se junto à consulta técnica de número 18 da CONITEC  (“Teste diagnóstico, point of care, de Cryptococcal Antigen Lateral Flow Assay (CRAG-LFA) para rastreio de infecção por Cryptococcus e diagnóstico de meningite criptocócica em pessoas vivendo com o vírus da imunodeficiência humana (PVHIV”), com parecer favorável à incorporação do teste CrAg LFA e sua disponibilização para casos suspeitos de criptococose, em pacientes vivendo com HIV/aids e demais grupos de risco, além de crianças e jovens adolescentes sem fatores predisponentes evidentes, vítimas de meningite criptocócica vivendo na Amazonia ou no interior do NE, onde o acesso ao diagnóstico é muito difícil senão impossível, expressando uma endemia silenciosa que desafia nosso sistema de saúde.

Leia aqui os depoimentos dois professores, Márcia Lazera, coordenadora e Bodo Wanke, vice-coordenador da Rede Criptococose Brasil e pesquisadores do Instituto Nacional de Infectologia “Evandro Chagas”, Fiocruz, que consubstanciaram os pareceres da SBMT junto à CONITEC.

https://www.sbmt.org.br/portal/wp-content/uploads/2021/04/Depoimento-Drs-Marcia-Lazera_Bodo-Wanke-_CONITEC-FLUCITOSINA_5-abril.pdf

https://www.sbmt.org.br/portal/wp-content/uploads/2021/04/Depoimento-Drs.-Marcia-Lazera_Bodo-Wanke_LFA_02abril-2021.pdf