SBMT celebra lançamento da campanha “Vacina Mais”

Publicação: 29 de June de 2022

.

A Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT) ratifica apoio integral ao Conselho Nacional de Saúde (CNS), Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), que juntos vão promover uma ampla campanha “Vacina Mais”que tem como objetivo incentivar a vacinação. A SBMT saúda com otimismo esta iniciativa e conclama toda a população brasileira a aderir à vacinação e a divulgar a campanha. A vacinação é uma das ferramentas de saúde pública mais efetivas do mundo na prevenção de doenças. Graças às vacinas, a varíola foi erradicada do mundo, em 1980, e a Região das Américas foi a primeira do planeta a eliminar doenças como poliomielite (em 1994), rubéola e síndrome da rubéola congênita (em 2015) e tétano neonatal (em 2017).

A SBMT reconhece a espetacular conquista do Programa Nacional de Imunização (PNI), que é referência mundial quando o assunto é oferecer os imunizantes de forma gratuita por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O PNI conta com vacinas para mais de 30 doenças, disponibiliza cerca de 300 milhões de doses anualmente e tem cerca de 38 mil salas de vacinação distribuídas pelo território nacional para que as pessoas possam se imunizar e exercer seu direito à saúde e à vida. Porém, a taxa de cobertura vacinal vem caindo ano após ano. Entretanto, a cobertura vacinal tem diminuído significativamente. O baixo número de imunizações colabora para que o Brasil continue fora da lista de países que alcançam a meta de imunização infantil. Dados do Ministério da Saúde apontam que, de 2015 a 2021, o número de crianças vacinadas com a primeira dose contra a poliomielite caiu de 3.121.912 para 2.089.643. Já para a terceira dose, no mesmo período, os números reduziram de 2.845.609 para 1.929.056. A imunização insuficiente, por exemplo, resultou no retorno do sarampo ao Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, o ideal é 90% ou 95% para a maioria dos imunizantes, mas as taxas gerais de imunização estão abaixo desse valor desde 2012. Em 2016, chegou a 50,4%, e em 2021, essa porcentagem ficou em 59,5%.

A SBMT parabeniza a iniciativa da campanha “Vacina Mais”, que levará informação clara, atraente e precisa a diferentes públicos sobre a segurança, importância e efetividade de todas as vacinas disponibilizadas pelo SUS no Calendário Nacional de Vacinação. É uma ação que certamente vai ajudar na melhoria desse cenário vai somar aos esforços que vêm sendo realizados a nível comunitário por gestores e trabalhadores de saúde. O lançamento da campanha “Vacina Mais” será no dia 29 de junho, às 10h, na sede da OPAS/OMS, em Brasília, e será transmitido ao vivo no canal do CNS no YouTube. “Complete o seu esquema vacinal. Procure um posto de imunização e faça a sua parte”!

Nota Completa: (Clique aqui)