Uso de nova

Publicação: 17 de October de 2011

A utilização de tecnologias de informação e comunicação (TICs) e o desenvolvimento de pesquisas em nanotecnologia aplicadas ao tratamento e ao diagnóstico da doença de Chagas e de leishmanioses serão as discussões em maior evidência na 27ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas e na 15ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Leishmanioses. A “Reunião de Uberaba (MG)”, cidade que recebe tais fóruns, ocorre entre os próximos dias 26 e 28 de outubro.

“Pretendemos, aproveitando o notório avanço tecnológico, oferecer novas perspectivas aos profissionais de saúde no auxílio à detecção dos casos de doenças negligenciadas e em como proceder com elas”, afirma Rosália Morais Torres, coordenadora-geral do evento e doutora em cardiopatia chagásica.

Como exemplo, Torres cita o “georeferenciamento”, que começa a ser utilizado no mapeamento das doenças e as migrações de casos de uma região para outra, e o recurso de imagens tridimensionais para otimizar o diagnóstico das enfermidades. Experiências que recorreram a estas novidades serão relatadas em algumas atividades da Reunião. “Para lidar com um grande número de pessoas, é preciso usar as TICs. Não tem como fugir da tecnologia”, sentencia.

Outro destaque do evento mineiro será a apresentação de estudos com a aplicação da nanotecnologia na criação de medicamentos para as doenças negligenciadas. Os resultados obtidos em recentes pesquisas com “nanofármacos”, segundo Torres, mostraram maior eficiência no tratamento.

Para a Reunião de Uberaba, é esperada a presença de pesquisadores de oito países. “O Brasil é referência nos estudos sobre doenças negligenciadas pelo grande número de casos. A doença de Chagas, por exemplo, começa a se espalhar pelo mundo e os estrangeiros vêm buscar know-how conosco por termos maior conhecimento e experiências com estes problemas”, explica a coordenadora-geral. O evento recebe, dentre outros, o apoio da Organização Pan-Americana da Saúde, vinculada a OMS.

As atividades da reunião serão bem diversificadas. Cursos, oficinas, mesas-redondas, conferências, apresentação de pôsteres, exibição de vídeos científicos e palestras tradicionais e especiais (interativas) farão parte da programação.

As inscrições on-line estão encerradas, porém poderão ser feitas durante o evento em uma secretaria que funcionará diariamente, das 08h00 às 18h00. Os associados da SBMT pagam R$ 90,00 pela adesão e R$ 70,00 por cada minicurso que desejarem participar. Para mais informações, acesse o site da Reunião de Uberaba: www.chagasleish2011.com.br.