Contagem regressiva para 53º Congresso da SBMT

Publicação: 28 de agosto de 2017

Maior evento médico-científico da história de Cuiabá tem sua abertura oficial na noite deste domingo (27)

Falta pouco para o início do 53º Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT), que será realizado entre os dias 27 e 30 de agosto, em Cuiabá/MT, no Centro de Convenções. Com o tema “Ambiente e Doenças Tropicais: desafios para campos e cidades”, o evento terá enfoque nas endemias brasileiras das mais diversas regiões e realidades, incluindo ainda temas que hoje merecem atenção maior no cenário nacional e internacional. Arboviroses, AIDS, sífilis, leismanhioses, Chagas, hanseníase, malária e hepatites virais também estão entre os destaques da programação.

A edição deste ano vai contar com alguns dos nomes mais expressivos relacionados aos temas que vão trazer conhecimento e experiências aos participantes. Entre os nomes confirmados podemos destacar a Dra. Celina Turchi, conferencista e palestrante no tema “Transmissão congênita do Zika-vírus”. Outro nome de destaque no evento será o do Dr. Jeffrey Shaw, conferencista sobre “História da leishmaniose nas Américas”. O cientista já foi homenageado pelo governo britânico por suas pesquisas sobre a Leishmaniose no Brasil, ocasião em que recebeu a Condecoração da Ordem do Império Britânico. O Dr. Pedro Fernando da Costa Vasconcelos, considerado um dos maiores especialistas do mundo em febre amarela, virologista pesquisador do Instituto Evandro Chagas, que assumiu posição de destaque como interlocutor do Ministério da Saúde nas discussões sobre o recente surto de febre amarela no Brasil, também está entre os palestrantes de grande relevância no Medtrop 2017 para falar sobre o tema. Outra participação marcante no evento será a do professor Dr. Pedro Tauil, devido a sua larga experiência com a febre amarela no Brasil e por sua contribuição na pesquisa da malária. Ainda outros renomados palestrantes reconhecidos nacional e internacionalmente estarão presentes.

Assim como na edição passada, durante o 53º MedTrop, eventos paralelos irão ocorrer simultaneamente, como a Reunião de Pesquisa Aplicada em Chagas e Leishmaniose. O Congresso, apesar de ser e estar completamente focado nos objetivos acadêmicos-científicos, vai trazer ainda conteúdos de forte interesse social. O evento vai contar com a participação do Fórum dos Movimentos Sociais de pacientes com doenças negligenciadas apresentando mesas redondas com perspectivas em saúde global com abordagem de saúde frente aos movimentos migratórios mundiais e de refugiados, e enfoque em resposta às emergências como epidemias e tragédias, além da ampliação das discussões para acesso às informações em saúde pelos meios de comunicação e as dificuldades de inserção na agenda midiática.

Premiações – Durante a cerimônia de abertura haverá a entrega da Medalha de Honra ao Mérito Carlos Chagas 2017 ao cientista que prestou grande contribuição à Medicina Tropical, além dos trabalhos que concorriam ao Prêmio Jovem Pesquisador e dos vencedores do Prêmio Jornalista Tropical 2017, nas categorias Impresso, TV e Online.