SBMT lamenta perda do professor Luiz Fernando Ferreira, um dos sócios fundadores

Publicação: 22 de outubro de 2018

A Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT) manifesta seu pesar e sua solidariedade à família, aos amigos e aos admiradores do trabalho Dr. Luiz Fernando Ferreira, que faleceu no dia 22 de outubro, aos 82 anos. O pesquisador, reconhecido internacionalmente pela criação da paleoparasitologia, foi um dos sócios fundadores da SBMT.

Luiz Fernando Ferreira nasceu no Rio de Janeiro em 23 de setembro de 1936. Formou-se em medicina pela Faculdade Nacional da Universidade do Brasil, onde concluiu, em 1962, o doutorado. Em 1966, ingressou como professor-titular da disciplina de parasitologia na recém-criada Fundação Escola de Saúde Pública. Em 1978, criou a paleoparasitologia motivado pelo questionamento em torno da autoctonicidade da esquistossomose mansônica no Brasil. Isso foi possível graças à investigação do parasito em fezes humanas preservadas (coprólitos) originadas de diversos sítios arqueológicos brasileiros.

No ano de 2004, foi diplomado Pesquisador Emérito da Fiocruz e, em 2005, tomou posse como Membro Honorário da Academia Nacional de Medicina. O pesquisador desenvolveu suas atividades no Departamento de Ciências Biológicas (DCB/Ensp/Fiocruz), e sempre foi incentivador da formação de recursos humanos para a saúde nos diferentes níveis escolares. Referência mundial nas pesquisas Paleoparasitológicas, foi o principal responsável pelo aperfeiçoamento de grupos de pesquisadores nacionais e estrangeiros nesta área.

Em 2012, o pesquisador ganhou o Prêmio Jabuti na categoria Ciências Naturais com o livro “Fundamentos da Paleoparasitologia”, organizado em parceria com o também pesquisador Adauto José Araújo e com Karl Jan Reinhard, da Universidade de Nebraska. O livro foi o primeiro do mundo a traçar um histórico da Paleoparasitologia, termo cunhado por Luiz Fernando para definir a ciência voltada ao estudo dos parasitos no passado.

A presidência, diretoria e colaboradores da SBMT desejam paz e força à família.